Photobucket

.ATENÇAO


I made this widget at MyFlashFetish.com.

Sábado, 2 de Agosto de 2008

David Jost na Revista Yam! - Tradução

Der Starmacher
Talento, trabalho árduo ou sorte - o que é preciso para se ter realmente sucesso? David Jost, o produtor dos Tokio Hotel tem a resposta!
 
É produtor, escritor e gerente dos Tokio Hotel. David Jost descobriu a banda de Magdeburgo, construiu-os e levou-os aos sucesso internacional. O criativo de Hamburgo é sempre viciado no trabalho com a agenda preenchida. Apesar disso com 35 anos encontrou tempo para uma entrevista exclusiva da yam! e revelou o que é preciso para se ter sucesso como uma estrela nesta grande jornada e porque poder ser mais, pode ser mais importante que o talento...
 
O que é preciso para se tornar uma estrela?
David: Potencial! A maioria das pessoas tem de ter potencial emocional e também um enorme poder. Se um artista tem para oferecer muito de ambos, muito provavelmente irá ter sucesso.
 
Alguém pode ter sucesso tendo apenas um desses dois?
David: Sim, se esse estiver bem desenvolvido. Se alguém tem apenas um talento mas não tem o poder de vontade, precisa de ter sorte e encontrar a pessoa certa para o puxar para o sucesso. Também funciona ao contrário. Alguém com um talento moderado mas um enorme poder de vontade e inteligência pode, também, ter sucesso.
 
Alguns exemplos disso?
David: Madonna! Ela não é realmente uma cantora extraordinária, mas é inteligente. Por mais de 20, ela tem sido uma das artistas no topo em todo o mundo. Isto não é sorte, ninguém tem sorte por um período tão longo. Ela não dá hipótese. Contudo, ela actua em palco, é uma das maiores artistas no negócio da música, uma dessas pessoas que puxa as rédeas.
 
Que mais é preciso para se ter sucesso, e mantê-la?
David: Um atributo que está também relacionado com o poder é a prontidão para fazer sacrifícios, a fim de se atingir os objectivos pretendidos. Para um grande e de longa duração sucesso tu tens sempre que fazer sacrifícios. Isto não se aplica só ao mundo da música. Uma pessoa tem de ter muita sorte e muito talento para ter sucesso sem sacrifícios.
Como é tu que reconheces um talento?
David: Não há uma regra geral para isso. A maior parte do tempo tu consegues sentir o talento. Eu geralmente, confio nas minhas intuições.
 
E o que é que a tua intuição te disse, quando viste os Tokio Hotel pela primeira vez?
David: Eu fiquei totalmente maluco (risos). Atingiu-me de forma inesperada. Nessa altura eu estava disposto a fazer qualquer coisa, mas trabalhar exclusivamente apenas com uma banda. Mas todos os outros planos foram esquecidos quando ouvi e vi os rapazes pela primeira vez. O Bill tinha 13 anos e mostrou a mim e aos meus parceiros os demos da banda, que tinham gravado no seu pequeno estúdio em Magdeburgo. Depois de os rapazes saírem eu não conseguia deixar de gritar "Sim" e "em cheio!" (ri na brincadeira)
 
Já sabias que os TH poderiam ter um sucesso internacional?
David: Não, claro que não. Eu tinha 100% certeza que eles seriam um mega-sucesso na Alemanha. Aposto todo o mundo da música nisso. Mas teria sido muito arrogante assumir de início que eles seriam uma tendência internacional.
Qual é a receita dos Tokio Hotel para o sucesso?
David: Todo o mundo da música está cheio de artistas que só têm sucesso porque alguém está constantemente a dizer-lhes o que fazer, para se evitarem erros. Uma das razões que fazem os TH terem tanto sucesso, é que eles são exactamente o contrário.
 
Até que ponto?
David: Dizer ao Bill o que fazer contra a sua vontade - que seria impossível de todas as maneiras - iria fazê-lo perder grande parte dele próprio. O Bill tem total confiança naquilo que faz - estar apto a ser tão bom como ele consegue. Já quando era mais novo ele sabia exactamente o que queria, e mais ainda o que ele não queria. As pessoas podem senti-lo. O Bill acumula muitos extremos sentimentais. Raramente encontras um líder como ele na Alemanha. O potencial estrela da banda é enorme. Mesmo que eu não tivesse cérebro, teria sido impossível desperdiçá-los (ri).
 
Escritor de letras ou Gerente - qual é o mais divertido?
David: Escrever letras, claro que é mais divertido. Mas ser gerente é também um trabalho criativo e diverso. Eu tenho muita sorte por estar apto a trabalhar para uma banda na qual acredito e que me dá novidades todos os dias. Não conseguia fazer o meu trabalho sem isso.
 
Tu e os Tokio Hotel já estão a trabalhar no terceiro álbum?
David: Já começámos a escrever as letras. O Bill está muito criativo neste momento e tem constantemente novas ideias para canções.
 
Qual é a melhor música que alguma vez escreveste?
David: Não escrevi nenhuma ainda. A minha melhor música ainda está para vir (risos) !
 
 

Tradução por: ichliebeTH

Fonte: FC Oficial US

Published by tokio hotel lelas às 16:07
Post Link | Comment?? | add to favorites
|

.music to my ears


.ATENÇAO!

Photobucket

.mais sobre as lelas

.Peskisa mas n vais encontrar nd XD

 

.Agosto 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


.posts recentes- sim é td freskinho!

. ...

. Tudo freskinhoo

. Blog do Bill - Exclusivo ...

. Starland Ballroom- Sayrev...

. Festival des Mongolfières...

. TRL (07.08.08) - Download...

. Fashion Rocks

. RTL Exclusiv (10.08.08)

. Sessão de autógrafos em F...

. Miley Cirus em frente con...

.arquivos secretos

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.Outros sites fixes

.Bora por a conversa em dia?


.pARTICIPATE

. nao participe neste blog se n for lela XD

blogs SAPO

.subscrever feeds